Memoria Imaterial CRL
Instituto de Estudos de Literatura e Tradição - patrimónios, artes e culturas

M E M O R I A M E D I A

e-Museu do Património Cultural Imaterial

Tipo de actuações

  • Nome: Armindo Martins Santana

  • Ano de nascimento: 1956

  • Residência: Portalegre (freguesia da Sé)

  • Actividade profissional: Funcionário dos CTT

  • Função na Sociedade Musical Euterpe: Anterior maestro e músico

  • Entrevista: 2010/2/10_ Portalegre_Sede da Sociedade Musical

"Nessa altura, qualquer romaria tinha um concerto entre a manhã e a tarde, a procissão, aquelas horas mortas, a banda tinha que cumprir calendário. Então, em vez de andar a fazer arruada novamente… Porque as festas antes eram complicadas. Não tem nada a ver! Nós chegávamos a uma festa, por exemplo, no 15 de Agosto, Monforte, Alegrete e não sei quê – depois começaram a abolir –, a banda chegava antes das nove da manhã. Às oito da manhã já estava nessas localidades para fazer a alvorada e os cumprimentos. E na Beira estávamos às seis da manhã porque antes da alvorada eles, na Beira, tinham uma hora a deitar foguetes, a fazer a alvorada. Quando a alvorada começava, às sete, a banda já lá estava. Tínhamos a alvorada e depois os cumprimentos à população e às entidades civis. E depois havia o peditório com a colcha, fazia outra volta igual ou maior pela freguesia toda. E, às vezes, ainda se fazia a procissão de manhã! Está a ver? Era mesmo… Depois almoçava-se. Lá para cima para a Beira não tanto, mas aqui a zona do Alentejo gostavam muito das garraiadas ou das largadas. Então, às cinco da tarde, se a procissão era de manhã, era fatal! Uma garraiada da parte da tarde. Aí era já só quase a garraiada. Ou então ainda tínhamos… Se não tinha sido a procissão da parte da manhã, antes do almoço, era às duas, três da tarde, fazia-se a procissão e depois a garraiada. Depois começaram a deixar de fazer as garraiadas e começou só as procissões e as garraiadas começaram a passar para a noite. E começaram a deixar de levar banda porque os orçamentos também começaram a ficar mais caros."

 

 


 

Visite a nova exposição virtual!

PCI Livro

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL
MEMORIAMEDIA e-Museu - métodos, técnicas e práticas

+ MEMORIAMEDIA

 

 

Entidades financiadoras do projecto Identidades Portalegre